Páginas

Labels

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

O velho moço



Ei, moço,
Me deixe sonhar?
Sonhar que eu sou menina
Que posso o mundo mudar?

Ei, moço,
Vamos pular?
Pular bem alto
Até chegar no espaço
E, de esconde-esconde, brincar?

Ei, moço,
Vamos rápido!
Acorda!!!
Vai ficar aí parado?


Ah, moço...
 Você é um chato!
Não sabe nem brincar...
Acha que, só porque tem idade
Tem que, a cara, fechar.

A vida não é assim, não, sabia?
A vida é bonita
Para a gente divertir.
Brincar quando criança,
Falar muito na adolescência
Para, quando adulto, sorrir.

Mas não é esse sorriso torto, não,
Que uns colocam na boca
Só pra chamar atenção.
É sorriso de verdade
Daqueles que dá até vontade
De arreganhar os dentes
E rir para toda a gente.


Moço,
Posso te pedir só mais um favor?
Que quanto mais você envelheça
Mais seu cabelo perca a cor,
Mais novo você fique
E que, uma criança, em você habite?

Que esse seu sorriso triste
Saia desse rosto carrancudo
E junte ao meu sorriso
Para, juntos, mudarmos o mundo?


 Sheila Emília

Nenhum comentário:

Postar um comentário